Browsing Category

Reflexões

Reflexões

Por que todos estão fazendo a mesma coisa?

Não é novidade que, quando alguém lança alguma moda, ou melhor ainda, quando surge uma nova tendência, todos começam a agir de acordo com o que essa tendência dita.

Por que antigamente todos usavam cabelo black power, calça boca de sino e correntes enormes com o símbolo do paz e amor? Sinceramente não sei quem inventou isso, mas a verdade é que a moda pegou, e durou um bom tempo até inventarem outra.

Mas afinal, quem será que “inventa moda”? Começo a concluir que não é a primeira pessoa que pensou naquilo, mas sim a primeira que decidiu tornar aquele algo público e conhecido.

Lembram do boom dos blogs de moda? Não sei de onde veio isso, mas a verdade é que começou a dar certo e surgiram milhares de blogs (bons e ruins) com a mesma proposta.

Depois veio o boom dos canais de maquiagem. Depois o boom dos canais de culinária. Depois o boom do fitness. Da cozinha para intolerantes. Do whey, da batata doce (argh, treco ruim!), do suco verde, do shake pós-treino e por aí vai.

A verdade é que foram tantos booms sobre tantos assuntos, que não da pra saber realmente qual foi a primeira mente que pensou naquilo e decidiu tentar algo novo e tornar real.

Continuar lendo »

Reflexões

Quem pode mudar a sua sorte? Você mesmo

Sei que já tenho um post com algumas reflexões sobre sofrimento, então por que voltar ao assunto?

Simples, pois não é um assunto fácil de ser resolvido. Tem dias onde, não importa o quanto você se esforce e tenha motivos para ficar feliz, o motivo que te leva a sofrer grita mais alto que todos os outros.

Muitas pessoas sofrem todos os dias sem ao menos conversar sobre isso com alguém, seja por dificuldade de se abrir ou mesmo por falta de intimidade com quem convive, e isso acaba se transformando em um monstrinho interno terrível que vai te dissolvendo aos poucos por dentro.

Fico pensando em pessoas que são prisioneiras de situações desumanas (trabalho escravo/forçado, doenças crônicas, sub-existência, dependência química, dentre outros) simplesmente por já terem nascido dentro dessa realidade. Algumas pessoas simplesmente já nasceram sem escolha.

Uma vez, no auge do livro O Segredo (que não li e nem pretendo), o chefe do departamento onde eu trabalhava na época assistiu a uma palestra sobre o livro e decidiu repassar o que havia “aprendido” para os demais funcionários.

Depois de muitas teorias sobre a lei da atração, poder do desejo, das palavras e mais um tanto de coisas que prefiro não manifestar opinião, um colega meu fez uma pergunta no mínimo peculiar: “certo, mas como uma pessoa que nasceu na Somália, passa fome todos os dias e não tem nenhum tipo de assistência médica adequada se aplica a essa teoria?”

Continuar lendo »

Reflexões

Inspiração, e quando não tem?

Pois é, minha gente.

Creio que o fundamental para um blog interessante é no mínimo um texto cativante. Não só o conteúdo do texto em si, mas o jeito com o qual o autor se comunica com o leitor.

Às vezes pareço ter um súbito de inspiração que vem sem mais nem menos e acabo escrevendo um texto que me agradou tanto, a ponto de ler semanas depois e não acreditar que fui eu mesma que escrevi.

Por que será que isso acontece? Por que temos dias onde as idéias e a criatividade fluem loucamente e qualquer coisa que você tente fazer parece dar certo, enquanto em outros parece que você simplesmente não serve pra fazer aquilo?

E se escrever fizesse parte do meu trabalho, como eu iria lidar com isso? Existe bloqueio criativo para escritores também, pelo jeito.

Porém o que fazer com uma sociedade que quer tudo pra anteontem e acha que ter boas idéias o tempo todo é tão simples quanto piscar os olhos?

Não são perguntas retóricas, eu realmente não sei as respostas.

Se você souber, me conta?

Geral, Reflexões

Ciclo vicioso do sofrimento: como parar essa bola de neve

Já pararam pra pensar em como, vira e mexe, passamos por situações que nos chateiam?
Pode ser uma tristezinha, raiva, decepção, frustração, medo e uma série de outras palavras que deixo pra vocês imaginarem.

Pode ser pequeno, médio ou grande, a verdade é que períodos de sofrimento estão inclusos em nossa vida. Ainda não me contaram a fórmula mágica para “nunca mais sofrer, mesmo sofrendo”, mas esse ano me fez chegar a algumas conclusões.

São elas:

O sofrimento é iminente

Ou seje, quer queira quer não, você VAI passar por momentos de chateação na vida!
Pois é, amiguinhos leitores. A idéia de vida tranquila e sem tragédias que o sonho americano prega é falsa.

Já perceberam como em boa parte dos filmes, seja nos épicos ou nos melodramas água c’açúcar (que eu amo <3), os personagens principais vivem uma fase difícil que foi fundamental para deixar a história interessante, com significado?

Pois é! Sofrimento faz parte da vida, e cabe a você, a mim, a nozes, aprender a lidar com ele. Senão cada vez que passarmos por uma situação que não gostaríamos, vamos acabar nos destruindo.

Digo isso (e aproveito para compartilhar um defeito meu) pois eu sempre sofri de compulsão alimentar. Sei que boa parte da população também sofre, mas esse ano algo mudou e me fez pensar: mas pera lá. Se TODA vez que eu passar por algo ruim, seja uma frustração pequena ou um coração partido (só quem teve sabe que dói pra caramba e parece que o chão nunca mais vai voltar), eu não posso continuar me afogando em comida ou qualquer que seja o meu vício. Enquanto eu não aprender a ser forte, mesmo nos momentos difíceis, vou continuar um processo de auto-destruição longo, lento e doloroso.
Conclusão: seja seu melhor amigo e pare a loucura da auto-sabotagem ;)

Continuar lendo »